SITRATUH promove debate sobre a saúde do trabalhador em turismo e hospitalidade

11/05/2015

Lutar por melhores salários e cláusulas sociais nas convenções coletivas é certamente o papel de toda a entidade sindical, mas o SITRATUH sabe que é preciso ir além disso. A qualidade de vida, o bem-estar de cada trabalhador representado também devem ser focos de atenção da nossa atividade. Por isso, no mês de maio, que marca a passagem do Dia do Trabalho e do Trabalhador, tivemos mais uma iniciativa inédita na legitima e efetiva preocupação da diretoria do SITRATUH com a saúde dos trabalhadores representados por esse sindicato.

“A Saúde do Trabalhador em Turismo e Hospitalidade” foi o tema do evento que reuniu, em Florianópolis, representantes de algumas das principais entidades internacionais de defesa do trabalhador, centrais sindicais, confederações, federações e sindicatos; representados por suas lideranças, inclusive de renome mundial. Conscientes de que nossos trabalhadores enfrentam problemas como a alta carga horária de trabalho, a dupla jornada, os poucos horários de lazer que acabam ocasionando quadros de estresse; além de outros problemas de saúde, as lideranças reunidas também trabalharam em grupo tendo em vista o encaminhamento de propostas efetivas que possam ser negociadas no fechamento de convenções coletivas e representem melhores condições de trabalho e a preservação da saúde dos trabalhadores.

Um dos pontos altos do evento foi o encontro com as profissionais camareiras, que estão entre os principais focos de preocupação em se tratando de problemas de saúde em trabalhadores do turismo e hospitalidade. São notáveis, inclusive por pesquisas e denúncias realizadas em diversos países do mundo, os quadros de dores físicas que fazem com que essas trabalhadoras consumam altas doses de analgésicos, por conta do peso carregado na rotina de trabalho e pelo desrespeito às normas que determinam a quantidade máxima de apartamentos que possam ser atendidos diariamente por cada profissional. Isso sem contar as doenças emocionais advindas dessa carga de trabalho e a invisibilidade associada à atividade das camareiras. A conversa com as trabalhadoras foi fundamental e, reafirmamos, serviu para que surgissem propostas de efetivo enfrentamento de tal situação que serão encaminhadas em nível nacional e internacional.

 

Entidades e lideranças presentes 


UITA

Massimo Frattinni

Gerardo Iglesias


UNITEHERE

Stephanie Weatherbee


SOLIDARITY CENTER

Jana Silverman


UGT

Sidney Corral

Waldemar Schulz

Carlos Magno

Maria Lucia Ferreira Silva

 
NCST

Sonia Regina Barcelos Vidal

 
CONTRATUH

Moacyr Roberto Tesch Auersvald

Roosevelt Dagoberto Silva

José Ramos Silva

Agilberto Seródo

Milleny Cristina Teixeira da Rocha

 
CONTRACS

Lucilene Binsfeld

Alexandre Santana

José Carlos Chaves

Sandoval Lopes

Antonio Carlos Silva Filho

 
FETRATUH

Henrique Bublitz

Joci Luiz Souza

 

SITRATUH

Anésio Schneider


Total de 10 fotos


Mais eventos


FILIADO À: